quinta-feira, 21 de junho de 2012

Relatório Final de Estágio supervisionado I


               UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS
                 CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA-CED
         INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS-ICHL
                             DEPARTAMENTO DE ARTES





                     RELATÓRIO FINAL DE PRÁTICAS DE
                         ENSINO EM ARTES PLÁSTICAS E
                            ESTÁGIO SUPERVISIONADO I




  

           Estagiário: Maria de Nazaré Costa dos Santos



                                        LÁBREA
                                           2012






                    UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS
                  CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA-CED
           INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS-ICHL
                               DEPARTAMENTO DE ARTES



                        

                        RELATÓRIO FINAL DE PRÁTICAS DE
                             ENSINO EM ARTES PLÁSTICAS
                               ESTÁGIO SUPERVISIONADO I



               


Estagiário: Maria de Nazaré Costa dos Santos
                       Professora ministrante: Núbia Silva Najar


                                                 LÁBREA
                                                   2012








Relatório apresentado á disciplina de Estágio Supervisionado I, para obtenção de nota sob orientação da professora Núbia Silva Najar.
                                   




                                             










                                             
                                             Lábrea
                                               2012
































SUMÁRIO
INTRODUÇÃO-----------------------------------------------------------------
DESENVOLVIMENTO DO ESTÁGIO -----------------------------------
CONCLUSÃO -----------------------------------------------------------------
REFERÊNCIAS ---------------------------------------------------------------
APÊNDICES -------------------------------------------------------------------

















INTRODUÇÃO
O estágio é uma exigência da lei de diretrizes e bases da educação nacional (LDB – Lei nº9394/96). O estágio é necessário a formação do profissional a fim de adequar essa formação às expectativas do mercado de trabalho.
O estágio supervisionado visa fortalecer a relação teórica e prática baseado no princípio metodológico de que o desenvolvimento profissional implica, em utilizar conhecimentos adquiridos, quer na vida acadêmica, quer na vida profissional e pessoal.
Sendo assim o estágio constitui-se em importante instrumento, conhecimento e de interação do aluno na realidade social, econômica e do trabalho em sua área profissional.
Venho ressaltar até, o presente momento dois motivos ocorridos que acarretaram no não cumprimento de 210 horas exigidos no estágio, o primeiro foi a enchente que inundou metade da cidade, a qual dificultou a continuação das aulas, o segundo foi o racionamento de energia elétrica.
Entre os meses de abril e maio de 2012 foi realizado o Estágio Supervisionado I dos alunos de artes plásticas da Universidade Federal do Amazonas, sob a orientação da professora Núbia Silva Najar.
A primeira etapa do estágio foi realizada entre 30 de abril á 01de junho de 2012 em estado de observação e co-participação em sala de aula.
O objetivo desse relatório é descrever o aprendizado citando os pontos positivos e negativos observados durante o estágio.









DESENVOLVIMENTO
 O presente relatório terá como principal função demonstrar as etapas percorridas no decorrer deste processo.
O referido estágio supervisionado I teve a carga horária de 90 horas realizada em escolas no município de Lábrea AM, como exigência para o término do curso de Licenciatura Plena em Artes Plásticas pela Universidade Federal do Amazonas.
O estágio é constituído de várias etapas as quais serão apresentadas de forma descritiva e seqüencial, o seu desenvolvimento que aconteceu em 90 horas onde 20 horas foram destinadas as atividades de planejamento pelo professor ministrante da EaD;10 horas para o mapeamento das escolas com ensino de artes, 20 horas estágio de observação, 30 horas estágio de co-participação e 10 horas destinadas ao relatório final.
Já de posse da carta de apresentação iniciei o estágio logo no dia seguinte a liberação, pois já havia conversado com a direção e a professora regente da disciplina de artes da escola onde iria desenvolver o estágio.
No dia 30 de abril de 2012 deu-se inicio o estágio na Escola Estadual Educandário Santa Rita localizada a Avenida 14 de maio, 2134- centro sob a direção da gestora Eremita Brite Silva.
A escola foi fundada pelo decreto nº141/64 em 11/12/1964 a mesma possui em sua estrutura 20 salas de aulas, 01 biblioteca, 01 laboratório de informática. 01 sala de professores com banheiros para homens e mulheres, 01 secretária, 01 sala de vídeo, 01 diretoria, 01 quadra poliesportiva, 01 refeitório, banheiros para os alunos do sexo masculino e feminino e 01 depósito de merenda.
No relatório que se segue, procurei apresentar um panorama geral da situação física dos ambientes escolares para o ensino de arte nesses ambientes, o espaço é sempre um grande desafio principalmente quando falamos de uma realidade tão diversificada como a nossa.
Uma breve análise das condições dos espaços físicos da escola Estadual Educandário Santa Rita, a mesma é composta por um quadro de 62 professores, 1.443 alunos, sendo 16 turmas do 1° ao 5° ano e 30 turmas do 6° ao 9° ano do ensino fundamental.
Há um grande índice de aproveitamento escolar, mais também há alunos com necessidades educacionais especiais, porém, os mesmos são atendidos por profissionais especiais que utilizam diferentes materiais como: computadores, TV, DVD e jogos pedagógicos para facilitar a aprendizagem do docente.
A escola possui 20 salas de aulas com ar condicionado, cadeiras, quadro branco, janelas, portas, mesas do professor, instalações elétricas, pinturas tudo em bom estado de conservação e funcionamento.
A biblioteca é equipada com livros didáticos e algumas enciclopédias, o espaço físico da biblioteca é composto de algumas estantes, mesas e cadeiras que comportam em média 12 alunos não sendo suficiente para atender uma sala de aula completa.
A escola possui um programa de incentivo a leitura chamada Leitor Nota 10 que aperfeiçoa o aluno a motivar a leitura espontânea a partir dos livros disponíveis na biblioteca. Durante as visitas realizadas na escola foram constatadas a existência de laboratório de informática mais o mesmo encontra-se sem funcionamento.
A quadra poliesportiva não tem material esportivo suficiente apesar de sua estrutura como cobertura, pisos, instalações elétricas e arquibancadas estarem em boas condições de uso.
A sala de professores está equipada e seu estado físico está em perfeita conservação.
O refeitório da escola é amplo arejado e com lugares suficientes para os alunos em seus respectivos turnos, o cardápio da merenda escolar é organizado pelas merendeiras e a própria gestora, os alimentos fornecidos são suficientes para a demanda de alunos.
Há identificação de banheiros masculinos e femininos, porém é regular em sua qualidade de conservação e condições de funcionamento.
Quanto a estrutura organizacional a gestora Eremita Brite da Silva procura desenvolver uma gestão democrática e participativa, a escola possui a associação de pais e mestres que representam tanto os educadores como o aluno e seus pais.
A escola tenta ter o melhor relacionamento possível com a comunidade em especial com a família de cada educando.
A escola trabalha um projeto em parceria com a comunidade que é o natal sem fome e envelhecer de bem com a vida.
Durante meu estágio de observação na escola Estadual Educandário Santa Rita, pude perceber a admirar o esforço da professora em ministrar as aulas de artes, mesmo sem domínio da disciplina enquanto sua formação é matemática, a dificuldade entre ser professora de matemática e ministrar aulas de arte dificulta seu trabalho, afinal a professora não está ali porque escolheu e sim por falta de professores formados nessa disciplina.
Nos dias 29, 30,31 de maio e 01 de abril realizei meu estágio de co-participação nas turmas de 6º, 7º, 8º e 9º ano do ensino fundamental sobre a regência da professora Orgete Maria Barros de Araújo, trabalhei com cores primárias, cores quentes e cores frias, harmonia das cores e desenho com linhas.
Durante minha aula pude relacionar o conhecer acadêmico com a prática em sala de aula, assim pude perceber a dificuldade e buscar aperfeiçoamento para que possa me tornar um profissional capacitado.



                                 

                                                          CONCLUSÃO
A experiência adquirida com a Prática do Estágio Supervisionado I me proporcionou uma reflexão sobre como é a realidade do docente em sala de aula, de onde foram tiradas lições que irão servir de base para o futuro professorado, em que precisamos melhorar nossos métodos de ensino para facilitar a vida dos discentes enquanto docente e aprendiz, sendo que a teoria não é suficiente, por isso necessita-se do estágio para uma prática eficaz.
Sabemos que o bom profissional não pode ficar estagnado no tempo, ele tem que estar sempre renovando. O professor deve sempre estar se aperfeiçoando de forma contínua, deve ser consciente de que ele é um agente transformador e que não pode estar à frente na formação de alguém se não levar a serio a sua própria formação. Precisa sair em busca de novos conhecimentos, precisa criar e recriar novas técnicas para que seus aprendizes não sejam meros repetidores e sim construtores de conhecimentos.
Devemos ser verdadeiros com nossos alunos e acima de tudo com nós mesmos, pois estar em sala de aula é uma lição que temos a cada dia, e seu trabalho depende da ação, pois aprendemos e crescemos com os alunos e, estes por vezes nos têm como espelho para a sua vida futura.
Portanto, esta disciplina Prática de Ensino, Estágio Supervisionado I, proporcionou o contato com a prática social, e o convívio na Escola, criando condições para perceber os problemas inerentes à atividade docente, principalmente como o ensino de arte.









                                 REFERÊNCIAS

LDB, Lei de nº 9.394 de 20/12/1996.
Acesso disponível em:






















Nenhum comentário:

Postar um comentário